Twitter Facebook

CUT RN > LISTAR NOTÍCIAS > AGÊNCIA DE NOTÍCIAS > SÓ NA COSERN É ASSIM

Só na COSERN é assim

26/06/2012

Você não serve pra mim.

Escrito por: Direção do SINTERN

 

Não fique triste, não se zangue
Com tudo que eu vou lhe falar...
Não vejo mais razão nenhuma
Pra continuar...
Roberto Carlos
 
Toca no rádio, essa musica do Rei Roberto Carlos, e os fatos de mais um dia de trabalho não me saem da cabeça, aquele telefonema?? Fiquei preocupado. Nesses últimos tempos sinto uma insegurança, será coisa da idade? Pergunto-me, talvez! Também na empresa não se fala em outra coisa, aumento o rádio, o Rei em último acorde finaliza, “você não serve pra mim”, então é isso, agora entendi o que se passa com trabalhadores mais antigos. 
 
A COSERN, de novo, coloca seus trabalhadores em rota de colisão com o mundo corporativo, porque no ápice de sua capacidade laboral, mais maduros, cuidadosos, bem avaliados, pensando em crescer, quando ressurge o drama dos telefonemas, antes era Takira, agora não, do outro lado da linha, uma voz feminina que lembra a morte em pessoa, bem objetiva dispara, o que vem a ser, para alguns, uma sentença condenatória, – o nobre colaborador é aposentável, essa nova categoria, e já emenda, mas não se preocupe, a empresa pensando no seu futuro criou um programa que chamamos de “o meu momento”, venha conhecer, inclusive o senhor já esta matriculado, o primeiro dia do curso é amanhã.
 
A empresa não contemporiza, tenha 25, 30 anos ou mais na casa, você esta fora, nada importa. Para a empresa é apenas um trabalhador velho e caro. A permanência deles na empresa afronta a política de baixar o custo operacional. Tudo é só um número. Não se valoriza um passado de luta para se construir esse patrimônio, que é essa empresa hoje, não tem valor o que se faz no presente e não tem um futuro, porque é um aposentável. Se paga 03 no lugar de 01 numa terceirizada. 
 
É sabido que as constantes mudanças no mundo corporativo exigem uma visão estratégica para enfrentar os desafios, exigem profissionais competentes com habilidade para a gestão em diferentes áreas, não é hora de demissão, pelo contrário, a política é de retenção de quadros diante do aquecimento da demanda por profissionais qualificados.
 
Veja o nível de excelência alcançado pela a empresa, seus lucros e prêmios são significativos. Com relação à satisfação de seus trabalhadores não se dá na mesma proporção, a pesquisa de clima fala por si só.
O direito ao trabalho nos remete ao direito à vida, tal qual ao nascimento, a conquista do primeiro emprego, é como se iniciasse uma nova vida, repleta de lutas e conquistas, mas também de muitas dificuldades. Ao longo de nossa vida laboral teremos que estar preparados para o fim, a tão sonhada aposentadoria.
 
As condições para essa transição não são fáceis, requer planejamento as dificuldades são tamanhas, o fator previdenciário desencoraja qualquer um. O país ainda patina na questão de uma saúde pública com qualidade, se você não tiver um plano privado, tá morto.
 
Só sei que quando chegada a hora quero partir com a dignidade de quando entrei, sem pânico. As condições econômicas da empresa permitem que seja de outra forma, mais humana, não é compreensível como empresa que deve zelar por sua função social, entenda por bem dispensar o trabalhador da forma que dispensa, nesse quesito “meu momento” deixa a desejar. 
 
Toca no rádio o Rei novamente “Você tem a vida inteira pra viver, e saber o que é bom e o que é ruim, é melhor pensar depressa e escolher antes do fim...” Bem, ai é outra música... Quanta angustia...
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
Vagner Freitas durante a abertura oficial do #15CongressoCUT
Vagner Freitas durante a abertura oficial do #15CongressoCUT

Fala do presidente nacional da CUT na abertura oficial do #15CongressoCUT

RÁDIO CUT

Copyright © 2002-2011 CUT Central Única dos Trabalhadores do Rio Grande do Norte
Rua Apodi, 156,Cidade Alta,Natal/RN | CEP- 59025-170 | Fones (84) 3201-2142 / 3221-3165

Assessoria Adriano Medeiros